Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Efeitos da sobriedade

A tão falada "Lei seca", a qual já escrevi a respeito, continua sendo muito falada na mídia, e agora, após um pequeno período de vigência já se pode apurar alguns números. Os acidentes e vítimas diminuíram 40%, na média. É um número muito significativo, visto que somente foi trabalhado em um ponto, que é o de não beber alcoolizado. E mesmo ainda tendo motoristas bebendo e dirigindo, excedendo o limite de velocidade, dirigindo perigosamente, com carros em péssimas condições o índice de acidentes diminuiu este tanto, não vejo como podem ter pessoas contrárias a isso.

Vi um artigo (artigo completo) informando quem "ganha" e quem "perde" com esta lei. Coloquei entre aspas os termos pois este ganho refere-se somente ao aspecto financeiro. Não estão levando em consideração os ganhos para a sociedade, com a diminuição de acidentes, gastos com atendimento, menos inocentes mortos ou com seqüelas.

Vi que os bares e restaurantes estão perdendo dinheiro, bares na ordem de 40% e restaurantes na ordem de 20%, e que por causa disso entrarão no STF com uma ação de inconstitucionalidade. É aí que não entendo. O que é inconstitucional? Beber? Isso a lei não proíbe. Ela apenas proíbe beberem e sair dirigindo, o que é uma exposição da própria pessoa e de outros à riscos. Duvido que o motivo que eles alegam (vejam o artigo) seja realmente o motivo que os levaram a entrar no STF. E as empresas de Valet (aquele tipo de serviço onde se paga um absurdo para o cara deixar o teu carro na rua) também estão reclamando.
A argumentação é que com esta lei irá diminuir o faturamento destes setores, e conseqüentemente haverá demissões. E onde se viu uma lei promover o desemprego? Usam este subterfúgio para tentarem dizer que a lei é inconstitucional.

Vamos ver se eu entendi. Como o faturamento de um setor diminuirá então a lei é inconstitucional, e portanto deve ser revogada. Se milhares de pessoas (muitas inocentes) morrerem por causa disso, de famílias sofrerem por isso, se o custo da sociedade com tratamentos, custos, socorro aumentar, isso não importa, afinal, meia dúzia de pessoas estarão ganhando dinheiro com isso. Estou delirando? É isso que eles querem?

Bom, se for assim então não entendo porque o governo luta contra o tráfico, afinal, o tráfico dá muito dinheiro, emprega muitas pessoas. Se o tráfico acabar, certamente haverá milhares de novos desempregados. E então por que acabar com a corrupção, os falsificadores de documentos? Afinal, isso também movimenta muita grana, emprega muita gente. Se a questão é evitar desemprego e que algumas pessoas percam emprego, independente do custo social disso ser altíssimo, então vamos parar com essa besteira de querermos um país sério.

Eis um belo exemplo de egoísmo na argumentação. Para defender somente o seu, independente do quanto de estrago isso provoca, acionam a justiça. Quem sabe se essas pessoas estivessem imbuídas do espírito mundiota as coisas não seriam melhores.

2 comentários:

Catarino disse...

olá recebi seu recado e para responder peço que me mande um e-mail para mim que eu mando o código e a explicação de como colocar.
catarino@blogdocatarino.com

chicoelho disse...

Esta foi uma das melhores leis das tantas que ja fizeram e nâo pegaram vamos pressionar o STF para que ela continue ativa e com blitz para pegar motoristas irresponsaveis.

Abç