Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

quarta-feira, 18 de março de 2009

Quem quer um mundo perfeito?

Um dia vi uma reportagem mostrando que uns auto-dentistas no Maranhão atendem a população, usando as pessoas como cobaias para aprender a profissão.

Falaram que faltam fiscais para isso, e que a populaçao se submete por causa do valor cobrado.

O ´perfeito´ seria os ´dentistas´ realmente terem feito o curso e tudo mais, mas se fosse tudo perfeito, a população poderia pagar? Elas se submetem não porque gostam ou ignoram os perigos, mas sim por falta de opção.

E se para nós, pessoas mais abastadas isso pode parecer uma coisa maluca, pense nos restaurantes que come, nos mecânicos que vai, nos pedreiros que contrata. Será que todos são gabaritados e fazem tudo do modo perfeito? Ou será que os alimentos de um restaurante que você frequenta estão sempre bem acondicionados e na validade certa? E os consertos que o mecânico faz, estão bom ou podem colocar em risco a tua vida? E os pedreiros, será que sabem fazer a coisa certa para não cair na sua cabeça?

Buscarmos o melhor sempre é bom, mas busca-se isso da forma errada. Não adianta ir brigar com os auto-dentistas, ou com os cozinheiros, pedreiros, mecânicos que fazem as coisas de um modo não perfeito, pois eles fazem isso pois é o que eles podem fazer no momento. Fiscalizar e punir somente fará com que se tenha menos lugares para quem precisa. Será que não seria melhor redistribuir a renda de um modo mais justo, para que as pessoas tenham condições de fazer coisas melhores, e também de adquirirem coisas melhores, tornando descartável a fiscalização?

Ou você, tendo condições, continuaria comendo em um restaurante não confiável, num mecânico que não usa nenhuma ferramenta para monitorar o carro, ou em um pedreiro que o aprendizado dele ocorreu somente construindo casas tortas por aí?

5 comentários:

angel disse...

Eita mundo complicado!!!
Acho difícil consertar. Mesmo porque quem quer consertar,nunca fez tal tarefa. Apenas tenta, na base da tentativa e erro. Até nossa vida é difícil de consertar. Se tivesse manual, bula, ou sei lá qualquer coisa que ajudasse.... Mas infelizmente é isso aí.
Concordo com você. Devemos procurar sempre minimizar as diferenças sociais, oferecer oportunidades, aprimorar o ensino, desenvolver posturas mais éticas e valorizar o bem comum. Praticar o respeito acima de qualquer coisa.
Respeito ao próximo, à natureza, ao patrimônio público, à palavra dada...
Creio que a primeira coisa é começar a exigir nossos direitos e para isto , infelizmente precisamos sempre por tudo num papel. Cada serviço contratado deve ser cumprido e se não o for o responsável deve arcar com as consequencias. Mas no Brasil qualquer processo pode durar uma vida e muitos preferem deixar pra lá. E, assim, o irresponsável continua a agir do mesmo modo pois sabe que nada lhe acontecerá.
Bem, o melhor é fazermos bem a nossa parte.
Bom dia!
Estou com saudades.
Angel

Carlos disse...

Muuito bom, adoro esses textos, coloca o seu ponto de vista, sem preconceitos, de um jeito não fantasioso e racional. Parabéns.

Concordo plenamente, o ideal seria que os profissionais saberem bem o que se porpõe a fazer, e com a educação de hoje isso se torna cada vez mais raro, mas a solução não é ir lá culpar os "dentistas".

Muito fácil tentar solucionar um problema combatendo o efeito, mas na verdade devemos olhar nas causas que geram isso.

Abraço

Jhennifer Cavassola disse...

Humm, já começa pelos politicos que não entendem nadicas de nada. Tava vendo uma reportagem no programa CQC sobre estudos dos politicos. Dai eles tiravam materias de jornais e perguntavam a opinião dos deputados, governadores, ministros e tals. Eles respondiam, pareciam até que entediam o assunto. No final o reporter perguntava, mas o que siginifica "isso"? Eles simplesmente não sabiam, tavam falando de coisas que nem sabiam o significado. Perguntas de 2º grau, affff. Se nossos governantes estão assim, imagina o resto!

Vejo advogados se formando sem entender nada. Dai ficam revoltados por causa do exeme da OAB, que mesmo com esse exame, muitos não sabem nem se quer fazer uma petição.

Quando penso nos restaurantes, meu DEUS!! Fico a pessoa mais enjoada do mundo, sou muito besta pra essas coisas, sou do tipo que cheio comida sabe, essas coisas frescas, mas que na verdade não são frescuras, são cuidados com a saúde.

Médicos precisam fazer residência primeiro. Mas ai vejo camaradas fazendo festas dentro de hospitais, pois então quase pra se formarem. Powww, cadê o respeito?

O importante é cada um fazer a sua parte! Isso sim.
Fazer o melhor sempre, se informar cada vez mais!!

Dragus disse...

Eu quero um mundo perfeito. o/

Eu quero um mundo melhor. o/

Eu queria menos pessoas na Terra, porque a única solução da Terra está no controle de natalidade, pois com menos humanos - e digo MUITO MENOS. - a própria ganância humana vai diminuir ou morreremos de tédio.

O problema é que toda mudança exige sacrifícios. Toda.

blogdocatarino.com disse...

Essas coisas acontecem devido a dificuldade de acesso ao ensino, mesmo que um mecânico ou pedreiro queira melhorar não há nenhuma opção dele fazer um curso gratuíto e compatível com sua disponibilidade de tempo.