Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

E a nossa educação....

Acabei de ver na TV (09/02/2009) um pronunciamento do Excelentíssimo Sr. Dr. Ministro da Educação falando a respeito da nossa educação, os investimentos feitos e de um índice que mede a “qualidade” do ensino no país. Na primeira medição o índice foi de 3.8 (2005), depois foi para 4.2 (2007) e este ano haverá outra avaliação, pelo que me recordo de nome Prova Brasil.

E no discurso ele pediu para os professores prepararam os alunos para esta prova. Isso mesmo, preparar os alunos para a prova.

Isso é pura manipulação de números, da mais deslavada possível. Ao invés de investirem na educação, nas condições para que o aluno possa aprender e o professor lecionar, investir na educação para que se construa o cidadão, ciente do seu papel, crítico para poder ter suas próprias opiniões e optar por algo melhor no futuro, o Excelentíssimo Sr. Dr. Ministro da Educação pede que os professores preparem o aluno para a prova, inclusive mostrando que há um material de apoio com os itens que cairão e tudo mais. Ou seja, está pegando o que de errado tem nos cursinhos, que é treinar pessoas para passarem em avaliações e colocando na educação pública. O foco agora descaradamente é gerar bons números para os ‘estrangeiros’ verem como é bom a nossa educação e então investir neste país.

Oh, e agora, quem poderá nos ajudar?

Acabei de ver que o governo aplicou uma prova nos professores, para avaliar o nível deles, e de 214 mil 3 mil tiraram zero, isso mesmo erraram todas as perguntas das matérias que lecionavam. E nada acontecerá com estes 'professores', inclusive o sindicato entrou com uma ação para impedir que estes sejam punidos, pois crer que uma prova não pode ser suficiente para tal ação. Vejam o comentário do Gilberto Dimenstein.

Deixo alguns vídeos, um do Jornal da Record, de uma série especial sobre educação,


Outro de um comentário do Alexandre Garcia, no jornal Bom Dia Brasil.


E por último um sobre o poder da leitura.



ps 1. Utilizei o termo Excelentíssimo Sr. Dr. Ministro da Educação pois pessoas de 'nível' adoram ser chamadas de todos os adjetivos adquiridos por eles. Talvez achem que isso os torna melhores, sei lá.
ps 2. Meus parabéns para a mãe do aluno que utilizou os recursos legais para fazer com que o filho não se forme sem aprender nada.

7 comentários:

Rodrigo Fernandes disse...

Pois é, isto é Brasil o pior é ver que essas medidas absurdas estão chegando em nossas universidades, cujo o objetivo é piorar mais e mais e fazer como foi no ensino fundamental publico, tornar o ensino superior privado, uma pena para toda a nação

Rodrigo Fernandes disse...

Pois é, isto é Brasil o pior é ver que essas medidas absurdas estão chegando em nossas universidades, cujo o objetivo é piorar mais e mais e fazer como foi no ensino fundamental publico, tornar o ensino superior privado, uma pena para toda a nação

Elaine dos Santos disse...

Tem um selo para você no meu blog. Passa lá.
Abcs. Elaine.

Arthurius Maximus disse...

Essa dos professores tirarem zero eu não sabia. Falência total.

E o mais triste é que todos acham que nossa educação está avançando...

angel disse...

É ,Carlos, Faz muito tempo, quando eu ainda começava na profissão, uma professora estava sendo contestada pelos pais porque estava terminando a quarta série e ela não havia ainda ensinado a divisão para seus alunos enquanto outras séries já haviam aprendido há muito tempo.
Um dia, chamada pela diretora a se explicar ela não teve mais como esconder: não ensinara simplesmente porque não sabia. Ela não sabia dividir, como poderia ensinar?
Isto já tem quase 30 anos... muita coisa rolou depois disto e me parece que em termos de educação só piorou. Estou falando de realidade, não de estatísticas.
Espero, sinceramente, que meus netos tenham a "sorte" de encontrar professores comprometidos com a educação.
Abraço
Angel

Jhennifer Cavassola disse...

Ai nem me fala Carlos! Fico absurdamente horrorizada com a educação nesse país. E agora tem um tal de provão, que a pessoa faz e termina o ensino médio. Isso não existe! mas sabe pra que né? Um país com pessoas alfabetizadas, inteligentes, não colocara esses merdas na frente do nosso país e as tvs como a globo não funcionarão. O indice vai crescer do mesmo jeito, então pra eles é melhor ficar assim.

As universidades estão cheias de educadores e de universitarios cada vez mais burros!

Fazer o que né? Estou fazendo a minha parte!

Carlos disse...

Até que enfim alguém que concorda comigo, eu acabei de me formar no ensino médio e percebo que os alunos só estudam para prova, até aqueles mais dedicados fazem aquela decoreba antes da prova, e depois que conquistam a nota (que eu não dou valor algum) esquecem tudo o que "aprenderam".

Nessa época de vestibular a coisa se agrava, os alunos tem que se dedicar para entender assuntos dos diversos ramos do conhecimento para serem avaliados em uma prova, isso faz com que os que tem dinheiro para pagar um cursinho aprendam aqueles atalhos, com os quais vc não precisa saber, basta decorar o procedimento, e levar vantagem sobre os outros.

Provas são burléveis, deveríamos dar mais valor ao conhecimento.