Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Uma praga chamada "desculpa"

"Temos visto com uma frequência bem maior do que aquela que se poderia desejar, pessoas não realizarem o que lhes cabe e tentarem justificar-se com as razões mais variadas. Uma razão muito comum é 'não tive tempo', embora saibamos que tempo é só questão de prioridade. O mais interessante é que muitas dessas pessoas só teriam que prestar contas a si mesmas e mais ninguém, mas mesmo assim, ficam se desculpando.

Desculpa é a justificativa que damos para os outros, ou para nós mesmos, para deixarmos de fazer algo por medo, por comodidade, por não o sentirmos como prioritário, importante, etc., mas que não assumimos a verdadeira razão dessa decisão perante os outros e nós mesmos.

Quando a força de vontade, a determinação e a sinceridade entram por uma porta, a desculpa sai pela outra.

Quando temos a coragem de assumir que algo não nos é prioritário ou não queremos fazer, a desculpa torna-se desnecessária.

Quando somos capazes de perceber a gravidade de uma situação e temos a dignidade de não nos omitirmos, lutamos contra a praga da desculpa e assumimos o nosso papel, fazemos o que temos que fazer, não empurramos a outros mediante falsas justificativas.

Quando temos uma vontade férrea e uma determinação indestrutível para realizar algo, a desculpa não existe, simplesmente porque se acaso não o realizarmos será por um motivo tão forte e tão reconhecido, que nada será necessário dizer, muito menos apresentar alguma desculpa."

Nesta semana, pense nisso. Dar desculpas é um vício que muita gente tem e às vezes nem se apercebe disso. Tempo é, realmente, questão de prioridade e as pessoas que vivem se desculpando perdem a grande chance de serem vistas como proativas e com isso impedem o sucesso que tanto desejam.

4 comentários:

Jhennifer Cavassola disse...

É verdade viu Carlos.
Acho que a desculpa tem que ser sincera, tanto pra quem pede, quanto pra quem desculpa.
Costumo me policiar sempre e quando erro, costumo pedir desculpas. Até mesmo pra mim, imagina para os outros. Mas peço de coração, peço porque acho necessario e peço quantos vezes for necessario.
Falsas justifcativas? Jamais. Isso é ridiculo, temos que assumir nossos atos, por isso se policiar é sempre bom. Nunca ouvi uma desculpa do meu pai, e isso me magoou por muito tempo. Gosto dele do jeito que ele é, mas até mesmo um pai quando erra, tem que pedir desculpas.

Grande postagem. Uma linda semana! Beijos

crazyseawolf disse...

Carlos, tem razão, mais do que pedir desculpas, é assumir os erros que cometeu, responsabilizar-se pelo mal feito e começar a ser ético e compreender os seus limites. Infelizmente na nossa sociedade, isso é quase que inexistente.

angel disse...

Desculpa pode se transformar em uma espécie de muletas.
Fica fácil fazer o errado se depois um pedido de desculpas conserta o erro.
Acho que existem desculpas e desculpas.
Muitas vezes fazemos alguma coisa que, mesmo sem querer, magoamos alguém. Aí acho que cabe um pedido de desculpas, pois mesmo não sendo intencional, acabamos ferindo ou tocando em alguma coisa muito pessoal e sofrida de alguém.
Agora concordo com você quando alguém usa deste artifício para fugir de responsabilidades que deliberadamente deixou de cumprir.
Há casos e casos.
Ótima semana!
Beijos
Angela

Amigao disse...

O pior é quem pede desculpas a si mesmo o tempo todo né? Sim, estou falando isto baseado no texto. Quem nunca usa o tempo como prioridade e vive se desculpando
Nem preciso dizer que o texto é perfeito.

Abração do amigão