Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Candidatos a vereador

Vi poucos momentos de propaganda política, pois mesmo com somente 30 anos, e 14 de direito a voto, já não tenho interesse nenhum nessas propagandas. Interesso-me sim por política, mas não o que vejo por aí.

E no pouco que vi já vejo coisas que muito me intrigam. Vejo candidatos ao cargo que nunca foram eleitos, e os discursos são sempre na mesma linha "Chega do que temos, renovação já". E vejo os que estão eleitos em outra linha "Para fazer ainda mais por você". Engraçado isso, a atuação dos vereadores atual é uma só, e quem está vereador defende a permanência, prometendo melhorar ainda mais, enquanto que os que não estão vereador criticam a situação atual e prometem melhorias quando eleitos. E mais engraçado ainda é que esse discurso ocorre toda eleição. Nunca vi nenhuma gestão ser boa a ponto de fazer com que os novos candidados a vereador não falassem mal da gestão vigente.

E se isso sempre ocorre, se toda eleição quem está vereador fala bem da gestão atual, prometendo melhorar cada vez mais, e se cada um que quer entrar sempre fala que está tudo muito ruim, pergunto: "Por que o horário político, se os discursos são sempre os mesmos?".

Vejo também 'excelentes' propostas de vereadores, alguns prometendo inclusive coisas que cabem ao governo estadual ou federal. Certamente eles possuem uma noção muito boa de como funciona este país.

Bom, não há como não falar também das formidáveis frases de efeito. Isso é o maior barato. Impressionante como conseguem nos fazer rir. São frases do tipo:
- "Contra o mensalão, vote no Zelão" - "Chega de corrupção, vote no Sebastião" - "Escolha uma pessoa de virtude, vote na Gertrudes"
... e por aí vai. Realmente isso é algo tão importante para o município, certamente melhorará a vida as pessoas.

E não poderia deixar de falar do partidarismo dos candidatos, e não estou me referindo aos partidos políticos pelos quais eles estão vinculados. Quando falo de partidarismo refiro-me a postura egoísta do candidato, que promete lutar por um grupo, uma seção, tomar partido para um pequeno grupo de pessoas. Vejo candidados prometendo defender os interesses dos empregados, outro dos patrões, outro das empregadas domésticas, outro de determinada religião, outro de um bairro, outro do setor de saúde, e por aí vai. Que pensamento é esse? Quer dizer que o grupo dele é mais importante do que os outros? E que se for necessário que pessoas não sejam atendidas para que possa ser atendido aos interesses do grupo que elegeu tal candidato isso será feito? Estou delirando ou essa postura somente perpeturá a desgraça das pessoas menos favorecidas?

Que pena que os candidatos não façam política pelo bem dos outros, que não valorizem as coisas boas já feitas, que não priorizem o que é urgente, que creiam que o modo como as coisas estão hoje é o modo que deve continuar sendo, e que por isso precisam se sujeitar a tudo isso.

Que pena dos candidatos, e que pena da sociedade que será administrada por estas pessoas.

2 comentários:

angel disse...

Com sua licença... faço minhas as suas palavras.
"Chega de politicagem, chega de molecagem....
" basta de corrupção, preste mais atenção!"
" hora de eleição, hora de atenção!"
EhEhEh!!!!
versinhos infames... mas a mensagem vale.
parabéns!
Angel

crazyseawolf disse...

Carlos, na verdade o horário político é um verdadeiro programa de humor!