Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Balanço

As empresas sempre param após um ano para fazer o balanço, e as pessoas também.
E fazendo um balanço meu a respeito deste ano, se o resultado pudesse ser transformado em algo monetário, diria que foi um ano que rendeu muito. Inegavelmente a balança pendeu muito para o lado positivo, mas não porque tudo o que me ocorreu foi positivo, mas em muito pela minha forma de encarar as coisas.
Em termos de mudanças mais berrantes ou visuais posso citar minha mudança de emprego, que foi algo sem dúvida ma-ra-vi-lho-so (separei deste modo para enfatizar). É impressionante o que um ambiente onde você se sente bem, valorizado, respeitado faz com uma pessoa. Se sentir respeitado e tratado com humanidade é algo que nos deixa imensamente felizes, com muito mais força para encarar os obstáculos da vida. Acordar falando ‘bom dia’ e ir feliz ao trabalho é algo muito gratificante.
Outra mudança mais perceptível foi minha volta às aulas, agora em uma pós e em uma área bem diferente da minha formação acadêmica, porém dentro da minha formação de cidadão e de crença. Escolhi uma pós na área de gestão de pessoas, e tem sido incrível a experiência, tanto a experiência dos alunos como a dos professores. Tem sido muito gratificante conhecer e ver que existem muitas pessoas que olham e valorizam o ser humano, dão a ele o seu devido valor. Tenho tentado aproveitar tudo de bom neste curso para poder primeiramente me tornar uma pessoa melhor, e por conseqüência conseguir o melhor ambiente profissional possível, focando nos resultados, porém ser esquecer que são as pessoas os bens mais importantes de uma empresa.
Tive algumas perdas também este ano, mas encarei de um modo maduro, utilizando para um amadurecimento, crescimento. Não que não as tenha sentido, mas procurei tirar lições delas.
Mas para mim o melhor deste ano foi o meu amadurecimento, tenho certeza que amadureci muito, e num ritmo muito mais rápido do que nos outros anos. Não sei se é algo cronológico (entrei em minha quarta década), ou convívio com pessoas fantásticas, ou então meus estudos, acaso, sei lá. Só sei que hoje estou uma pessoa melhor do que antes, muito mais confiante em mim, em meus valores, minhas crenças, meus objetivos de vida. Consigo olhar para o Carlos de tempos atrás e comparar as decisões daquele Carlos com as decisões deste atual Carlos, e ver que houve evolução, e ao invés de pensar ‘como eu era bobo’, penso ‘que legal, hoje estou vendo de outro modo’, sem qualificar de bom ou ruim minha antiga forma de ser, mas valorizando a evolução, o desenvolvimento. E espero que daqui a 10 anos, quanto olhar para o Carlos atual eu tenha o mesmo pensamento, pois assim terei certeza que continuei a me desenvolver.
É muito legal olhar para a vida e ver que tudo o que temos e o que não temos é resultado exclusivo das nossas opções, ver que somente eu sou o responsável pelo meu futuro. Nada que acontece comigo é culpa de outra pessoa, nem do governo, nem de ninguém, nem do acaso ou sorte. Ver que somente eu sou responsável pelo meu presente, e conseqüentemente meu futuro. Sei o quanto é cômodo culpar algo externo, mas hoje sei o quanto é gratificante pegar as rédeas de nossa própria vida.
Também aprendi que independência é muito bom, é algo que lutamos em nossa adolescência, mas que o melhor é fazer as coisas com alguém, mesmo sabendo fazer sozinho. E esse alguém pode ser uma namorada, os pais, os amigos, os colegas de trabalho.
E em função deste monte de acontecimentos é que resolvi criar este espaço onde exponho um pouco das minhas idéias, reflexões. E faço isso de modo até que prepotente já que não tenho o dom da palavra (sou da área de exatas), porém o exercício de pensar para escrever, buscar assuntos, analisar contextos tem sido algo muito prazeroso.

Quero deixar aqui meu abraço a todos que colaboraram com este meu ano fantástico, os que estão ao meu lado, os que ficam por perto ou os que estão distante somente fisicamente. Certamente tudo isso não teria ocorrido se não fossem por vocês.
E quero desejar a todos uma vida com muita reflexão.

2 comentários:

Fernanda disse...

Olá Carlos

Pensar no Balanço do meu ano e dizer que não foi o melhor que já passei e ficar reclamando seria injusto da minha parte, pois, apesar das dificuldades tenho muito que agradecer.
Agradecer a DEUS pela minha vida, saúde e pelos bons amigos que tenho contato, mesmo que sejam virtual. O importante não é a quantidade e sim a qualidade não é mesmo?
Nas poucas vezes em que entro em seu blog e leio seus textos ma-ra-vi-lho-sos, penso e reflito nas questões que você aborda.
Realmente acho ma-ra-vi-lho-so os temas e a forma como escreve.
Torço para que seu ano de 2008 seja ainda melhor, alegre, com realizações de sonhos e é claro muita saúde (principal da vida).

Vamos então no ano de 2008 multiplicar o Amor?
Boa idéia hem...

Então deixo aqui uma mensagem para você...

Que este dia da virada do ano o Amor possa lhe trazer...
Momentos de fé e de esperança.
Que você possa fazer deste dia...
Todos os dias da sua vida.
Que a paz possa reinar...
Eternamente em seu coração...
Fazendo-nos fortes ao meio à tempestade...
Deixando-nos ver o sol que nasce...
Deixando que a alegria...
Se manifeste em todos os momentos...
Da sua vida.

Que DEUS o abençoe

Beijinhos...

Nanda

Anônimo disse...

Tá Podendo hein Carlos!
Olha a Muiezada aí! :)