Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Da série “Das coisas que não entendo”

Vou abastecer meu carro. Abasteço e dirijo-me ao caixa para pagar. A atendende passa o cartão, promovo o pagamento então começa a ser impresso o comprovante.

A máquina que imprime o comprovante imprime tanto a parte que ficará com o consumidor quanto a parte que ficará com o lojista. Durante a impressão a máquina corta o papel em 2 partes.

Imagino eu que o ideal seria que cada uma destas partes ficasse com cada um dos interessados. Uma parte com o consumidor e outra com o lojista, mas não. A pessoa pega o papel impresso, usa um cartão ou a própria quina do balcão e corta o papel em outro ponto, e aí sim me fornece a minha parte.

Então fico pensando, se a máquina é capaz de cortar o papel, por que não corta no ponto que divide exatamente a parte do consumidor e do lojista? Não seria mais prático?

3 comentários:

Eduardo Montanari disse...

Pode ter certeza que nos Estados Unidos elas já fazem isso. As coisas sempre acontecem primeiro lá, depois aqui.

Arthurius Maximus disse...

Se é para complicar; para que faclitar. As vezes os caras imaginam mil funções para uma máquina e se esquecem das coisas mais simples e práticas. Coisa de doido.

Crazyseawolf disse...

Para que simplificar se podemos complicar? Este é o Brasil!
Este post estará nos CrazyLinks da semana!
Um abraço!