Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

sábado, 5 de setembro de 2009

Homem x Mulher

Vamos lá, responda rapidamente.

Quem é mais inteligente, o homem ou a mulher?

Quem é mais honesto, o homem ou a mulher?

Quem é mais empreendedor, o homem ou a mulher?

Quem é mais qualquer-adjetivo-da-língua-portuguesa? O homem ou a mulher?

Não sei quais foram as suas respostas, porém sei que estas perguntas são feitas a todo tempo, em todos os lugares. Em qualquer conversa sempre vem a tona o assunto de quem é mais em determinado assunto. E em nome desse “poder” acirram-se disputas, proferem-se palavras desagradáveis, rebaixam-se pessoas, desqualificam-se, enfim, usam todos os artifícios para provar que o grupo de seu interesse seja o melhor.

E fazem isso como se todos os homens fossem iguais, e todas as mulheres fossem iguais, e imutáveis durante a vida, e portanto, passíveis de comparação. E comparam para ver quem é o melhor, para ver quem leva vantagem.

Se reparar, em vários programas de TV sempre são feitas estas perguntas, ou então equipes são criadas separando os homens e as mulheres em uma disputa. E as pessoas parecem acreditar que o vencedor de uma simples gincana prova a superioridade do seu grupo perante o outro.

Fico imaginando que tipo de ganho tais disputam geram? Alguém fica melhor? A sociedade fica melhor? A humanidade fica melhor?

Sou do tipo que prefere usar o que de melhor cada pessoa tem, e procurar construir algo melhor com a força de todos. Darei um exemplo.

Há uma frase de conhecimento popular que diz que uma mulher compra uma coisa de R$ 2,00 por R$ 1,00, mas que não precisa, enquanto que o homem compra uma coisa de R$ 1,00 por R$ 2,00, porém que precisa, e querer comparar qual destas atitudes é a melhor pra mim é puro desperdício de tempo. Acho muito mais interessante um casal, onde o homem ajudará na decisão de só comprar o que precisa, e a mulher ajudará a economizar. Nesta união, todos ganharão. E não falo somente na economia gerada, mas também na cumplicidade, no companheirismo, na cooperação, no respeito a forma do outro ser humano ser.

Se as pessoas, ao invés de quererem esconder suas deficiências (deficiências estas que todos os seres humanos possuem), super valorizarem suas qualidades e fazerem o oposto com os demais, optassem por ajudarem aos outros com suas qualidades, e receber ajuda das qualidades dos outros, certamente teríamos um mundo com menos disputas, menos egoísmo, mais cooperativismo, mais solidariedade, enfim, mais humanidade.

Ah, quanto a resposta das perguntas, só posso dizer que não tenho a menor intenção de achar uma resposta.

8 comentários:

Kinha disse...

Concordo contigo em tudo :o)
A guerra dos sexos não favorece em nada o relacionamento humano.
Rivalidade até pode rimar com cumplicidade, mas não é sinônimo e está mais para antônimo, e assim sendo tão contrária como poderia favorecer o bom relacionamento não é?
Se as pessoas percebessem que suas diferenças em comum poderiam se tornar semelhanças (louco isto não é? ..rss) ou fator em comum, garanto que se entenderiam mais e seriam muito mais felizes ;o)
Bom final de semana e feriado.
Seja sempre bem vindo ao meu blog.

Tiago P. disse...

Também não consegui chegar em uma resposta para as perguntas. E concordo plenamente com o que você disse. Cada ser humano independente do sexo, tem suas qualidades e facilidades que são adiquiridas ou não durante a vida.

E quanto a essas gincanas de Tv... alguém aidna vê graça nisso? Acho que o público não cai mais nessa de medir forças entre homens e mulheres.

Imagino que se as mulheres querem igualdade, não devem ficar disputando pra se sentirem superiores. E os homens também. Não tem graça colocar uma mulher pra baixo só pra se sentir "superior".

blogdocatarino.com disse...

Realmente não há superioridade entre os gêneros e nem há como medir tais coisas.
Eu concordo com você o melhor é interagir e somar. O resultado sempre será superior.

Amanda Pereira disse...

Achei muito legal as perguntas que voce fez e o que voce escreveu,gostei...

Anderson Emídio disse...

Belo Texto meu amigo.

Concordo com você,ao invéz de fazermos comparações deveríamos usar nossas habilidades e aptidões por um bem maior.
O fato é que todo ser humano tem um propósito nesta vida e não existe ninguém mais importante que o outro.
Somos interdependentes,ainda que a habilidade do outro pareça superior todas somos fundamentais.
Uma corporação tem vários setores e todos precisam um do outro para serem funcionais,na vida não é diferente.
Todos temos nossa importância dentro da sociedade independente da habilidade que possuímos.

Forte Abraço

Arthurius Maximus disse...

Só um comentário é possível: Clap! Clap! Clap!

Excelente reflexão sobre discussões sem sentido e sem frutos que nos empurram goela abaixo.

Anônimo disse...

Feliz aniversário!

crazyseawolf disse...

Não há superioridade entre homens e mulheres, na verdade um complementa o outro.