Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

sábado, 23 de agosto de 2008

Manipulação

Tento imaginar o que leva pessoas a tentarem manipular os outros, a fazerem pensar coisas diferentes da realidade, a criar falsas esperanças nos outros. Doença? Se não é, certamente alguém vai inventar uma síndrome, dar o seu nome e então teremos criado um álibi para muitas pessoas. No entanto não creio nisso. Creio sim em atos pensados, e pensados por pessoas que não fizeram o melhor possível, e mesmo assim querem passar esta imagem aos outros.

E por que comecei falando isso? Nesta semana fui visitar uma amiga minha em seu novo apartamento (e a cada dia que passa as coisas ficam menores, acho que daqui alguns anos moraremos em casas de 10m2). O apartamento é legal, no entanto o que a construtora fez é que não achei legal. Ao ver a planta mobiliada do prédio reparei que no desenho, na sala, tinha uma mesa de 6 lugares (encostada na parede), mais dois sofás (de três e dois lugares) mais a televisão. Engraçado é que na sala real não cabe isso em hipótese nenhuma, sobrando o espaço desenhado na planta. E para caber tudo aquilo os móveis precisariam ser de casa de boneca, para crianças. Ah, mas abaixo da planta tinha a estupenda frase “sem escala”. Que brincadeira de mal gosto é essa? O cara faz o desenho todo da casa, e coloca os móveis sem escala e tudo certo? Por que alguém quer fazer isso? Atualmente é fácil fazer estes desenhos com os softwares que se tem no mercado, então por que não colocar o tamanho real, passando ao interessado a possibilidade real que ele terá? Ah, mas isso não vende, afinal, quem quer comprar uma sala onde não cabem as coisas? É melhor iludir e colocar a frase para me isentar de problemas legais.

Lamento, mas isso para mim é manipulação, sem contar que é uma comprovação de que o que eles fizeram não é bom o suficiente, então precisam de maquiagem para tornar melhor.

Este é um exemplo, porém tem o outro (vejam reportagem completa). A Rede Record está em ‘guerra’ com a Rede Globo, e o IBOPE é algo importante para ver quem está ‘ganhando’ esta guerra. Até aí sem problemas, são empresas comerciais, dependem do IBOPE para aumentar faturamento. Disputar mercado com outras empresas é o dever de qualquer uma. No entanto há um tempo atrás um programa da Record mostrou 2 gráficos comparando o IBOPE deles com o da Globo. Vejam:


No primeiro há uma comparação entre o jornal das duas emissoras, e podemos ver que a diferença estética é mínima, no entanto percentualmente fica em 35%. Tal gráfico somente pode ser verdadeiro caso o valor mínimo esteja bem inferior ao zero.

Já no segundo gráfico a diferença estética é muito grande, praticamente o dobro, sendo que percentualmente fica em 5%.Tal gráfico somente pode ser verdadeiro caso o valor mínimo esteja bem superior ao zero, na verdade próximo do 13.

Não tenho como negar que os gráficos podem ser verdadeiros, mas por que mudar tão bruscamente a escala? Por que utilizar dois pesos e duas medidas? Não tem escala certa ou escala errada, eles poderiam adotar qualquer escala, nem precisariam pegar a escala começando do zero. No entanto utilizar duas escalas completamente diferentes, para que os números deles sejam beneficiados é uma manipulação da informação, pois informação gráfica é muito mais rapidamente absorvida pelas pessoas, e com o pouco tempo de exibição desta imagem pouco poderíamos fazer para perceber tal manipulação.

Mas não vou apedrejar toda e qualquer forma de manipulação. Como tudo nessa vida, manipulação também é bom. Imagine um pai, que quer fazer o filho descobrir o valor de uma conquista, de um esforço, ou então adquirir um conhecimento novo. Ele pode criar todo um cenário, uma história e manipular (o termo politicamente correto seria guiar) o filho até que o filho descobrisse tudo, o que além de proporcionar conhecimento lhe proporcionaria autoconfiança. E isso pode ser feito com funcionários também, proporcionando que eles descubram as coisas, somente com nossa ajuda.

Ou seja, não há problema nenhum em manipular os outros. O problema está no motivo pelo qual fazemos isso. Manipular para conseguirmos vantagens é bem diferente de manipular para proporcionarmos crescimento aos outros.
Sexo drogas olimpíadas doping orgia festa playboy sexy brasileirinhas mulher melancia eleicoes caio coube izzo britney spears


3 comentários:

Catarino disse...

As empresas querem que tomemos um decisão levando em conta uma exposição falsa, é a desonestidade no mundo comercial.

GUILHERME PIÃO disse...

Isto é propaganda enganosa...cabe processo...
Abraços

Polêmica disse...

A do gráfico foi terrível! Uma diferença de 5% a record desenhou uma escala enorme, está nos chamando de idiotas.

beijinhos!