Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Ser da turma

Não sei se é nato do ser humano querer pertencer a algum grupo, qualquer que seja. Já até li algo a respeito dizendo que todo ser humano quer se sentir pertencente à algo, algum grupo, alguma organização. Estudos antropológicos a parte, todos nós pertencemos não somente a um grupo, ou turma, mas sim há muitas turmas, e por inúmeros motivos.
E não vejo problema em pertencer a alguma turma. Vejo como problema pessoas fazendo coisas para pertencer a turmas. Isso é o que me preocupa. Certamente você já viu aqueles filmes onde para uma pessoa entrar para uma Irmandade tem que fazer coisas estúpidas e muitas vezes vexatórias. Por que as pessoas se submetem a isso? Será que é mais importante pertencer a uma turma que gosta de humilhar possíveis integrantes a permanecer fora desta turma, porém sem se submeter a tais ações?
E continuando esse pensamento de turma, hoje em dia tem uma turminha muito forte, que infelizmente consegue arrebanhar muitas pessoas. É a turminha do álcool. Parece-me que é quase uma obrigação beber, e mais, se embriagar. Se você não fizer isso você é careta, é chato, não serve, fica de escanteio. Se quiser participar do grupo tem que aprender a beber, afinal, é dali que provém a alegria deles - se bem que nunca vi nenhum estudo confirmando que alegria está contida em álcool.
Vejo pessoas organizando festas e ao invés de se preocuparem com a comida que levarão, se preocupam somente se terá cerveja. E muita, claro, porque beber e não ficar bêbado também é coisa de gente fraca. Macho que é macho entorna o caneco. Não vejo as pessoas se preocupando em estarem em um lugar legal, com pessoas legais. Vejo pessoas se preocupando com o álcool.
Outro dia escutei algo que creio ser de algum sócio dessa turma. Outra pessoa reportou que teve um problema de saúde, e o comentário desta pessoa foi "então não pôde aproveitar a festa", pois esta outra pessoa estava tomando remédio.
Como assim "não pôde"? É somente na bebida que está a alegria? E quem não bebe, está fadado à infelicidade?

E nesta semana começou um programa onde se exibe o 'melhor' do ser humano, o BBB. Não vou emitir comentários prós ou contra, no entanto o que se vê muito lá (nesta e nas outras edições) é que enchem as pessoas de álcool para elas ficarem 'alegres'. Claro que este é um recurso utilizado para que eles possam ter o que colocar no ar, mas será que eles tem noção do poder de influência nas pessoas (com baixo poder crítico) que isso pode provocar? Afinal, muitos assossiarão a bebida a possibilidade de estar na TV e ser alguém famoso (???).

Pertencer a uma turma é algo natural nosso, mas fazermos coisas para pertencer a uma turma é uma decisão nossa.

Deixo com vocês um clip do Simple Plan - Untitled.



2 comentários:

Nelio Santos disse...

Realmente é interessante pensar nisto, pois a cada dia que passa, as coisas mais detestáveis vem sendo práticadas como lícitas, e como modelo a todos.

Quem será que se agrada com estas atitudes? Quem será que se beneficia com este aviltamento de nossas mentes?

Vejam uma passagem interessante:

(Gálatas 5:19-21) (19) Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são fornicação, impureza, conduta desenfreada, (20) idolatria, prática de espiritismo, inimizades, rixa, ciúme, acessos de ira, contendas, divisões, seitas, (21) invejas, bebedeiras, festanças e coisas semelhantes a estas. Quanto a tais coisas, aviso-vos de antemão, do mesmo modo como já vos avisei de antemão, de que os que praticam tais coisas não herdarão o reino de Deus.


Em tal texto, mostra claramente sobre a bebedeira (entre outros pecados graves), e mais, como será que o mundo trata aqueles que evitam tais coisas?

O mundo escarnece dos bons exemplos, demonstrando como se fossem algo detestáveis, e talvez sejam, pois fogem ao padrão do mundo.

Quer prova disto? Diga ao menos um erro que Jesus cometeu, e veja como o mundo o tratou. E segundo os relatos fica nítido que são dias dificeis.

Vejam o relato:

(2 Timóteo 3:1-5) . . .Sabe, porém, isto, que nos últimos dias haverá tempos críticos, difíceis de manejar. (2) Pois os homens serão amantes de si mesmos, amantes do dinheiro, pretensiosos, soberbos, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, desleais, (3) sem afeição natural, não dispostos a acordos, caluniadores, sem autodomínio, ferozes, sem amor à bondade, (4) traidores, teimosos, enfunados [de orgulho], mais amantes de prazeres do que amantes de Deus, (5) tendo uma forma de devoção piedosa, mostrando-se, porém, falsos para com o seu poder; e destes afasta-te.


Precisamos falar mais alguma coisa? Afinal, a bíblia pode ser a chave para a resposta de nossas perguntas fundamentais.

maristela disse...

Oi Leda. Você deve ter acompanhado minha "briga" com o BBB por causa da bebida alcoólica. Briga que só me desgastou e claro que nada mudará. Mas tens toda razão quando assinalas que as pessoas querem estar integradas de qualquer forma. E, aí, não existe limite para nada. É o vale tudo. Muito triste tudo isso.
abraço