Sobre este blog

Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', o que não deixa de ser, visto que atualmente vivemos em um mundo do TER e pior, do PARECER TER / SER, enquanto o que devemos valorizar é o SER. Mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA.
 

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Reclamações

* Se você acha que você não tem muitos amigos...



* Quando você pensa em desistir, pense neste homem...



* Se você acha que sofre na vida, você sofre o tanto quanto ele?



* Se você reclama sobre o seu sistema de transporte, que tal eles?



* Se a sua sociedade é injusta com você, que tal a dela?



* Estudar te chateia? A eles não.



* Odeia verduras? Eles morrem de fome..



* O carinho de seus pais cansa você? Eles não tem nenhum...



* Enjoado dos mesmos jogos? Eles não tem opção!



* Alguém te deu um adidas em vez de um Nike? Eles só tem uma marca!



* Não está agradecido por uma cama para dormir? Eles gostariam de não acordar!


Você ainda está reclamando?

Observe a sua volta e seja agradecido por tudo que você tem nessa vida passageira...

Nós somos afortunados, nós temos muito mais do que precisamos para ser feliz...

Vamos tentar não alimentar esse ciclo sem fim de consumismo e imoralidade no qual essa sociedade 'moderna e avançada' esquece e ignora os outros dois bilhões de irmãos e irmãs.

Aproveite a vida como ela é e como ela vem. As coisas são piores para os outros e muito melhores para nós.

Existem muitas coisas na vida que irão surpreender os seus olhos mas poucas coisas irão surpreender o seu coração...

Vamos reclamar menos e ajudar mais!

----

O texto acima é conhecido, e provavelmente você já deve ter recebido um email com ele. Mas mesmo assim resolvi postar, pois creio que nunca é demais a gente perceber o quão egoístas somos. O consumismo que tentam nos impor é tão forte que nos sentimos péssimos se não adquirimos o último tênis, mesmo que o anterior eu tenha utilizado poucas vezes e ainda esteja muito bom.

É uma paranóia tão grande!!!! Consuma, e seja feliz. Aja com responsabilidade, coerência e sabedoria e seja um frustrado, um perdedor, um infeliz!!!! Quem foi que criou isso? Quem é que quer nos convencer disso? Quando é que nós vamos começar a questionar essas bobagens, dizer que é sem sentido e fazermos o que realmente nos tornará felizes?

Não prego aqui que devemos abrir mão de buscarmos uma vida melhor para nós. É para isso que nos esforçamos, estudamos, abrimos mão de algumas coisas em nossas vidas para conseguirmos outras. Mas isso tem que ser feito com ética, respeito, responsabilidade e principalmente felicidade durante o processo. Mas o que devemos é ficarmos felizes com o que temos, e não infelizes com o que não temos. Certamente jamais teremos tudo o que desejamos, ou tudo que inventam. Isso e impossível. Agora, o que é possível é sermos gratos e felizes com o que temos. Consegue alimentar-se? Locomover-se? Vestir-se bem? Divertir-se? Então reclama de que?

4 comentários:

Simplesmente Iza disse...

Muitas vezes não percebemos que as pessoas com mais dificuldades têm mais força para superar os problemas do que nós. Nosso problema parece sempre ser maior do que nós mesmos. Eu vejo uma fortaleza enorme nestas pessoas que tem essas limitações.

Arthurius Maximus disse...

Fantástico texto!

Verdades claras e muita lama na cara de muita gente que reclama "de boca cheia".
Não damos valor ao que temos e achamos sempre a grama do vizinho mais verde.

Carlos disse...

Eu particulamente não gosto muito desse tipo de mensagem, acho que a verdade é muito mais complexa, mas por maiores que sejam nossos problemas sempre há uma magia única na vida de cada um de nós e devemos agradecer por isso e sempre tentarmos ser pessoas melhores.

Anderson Emídio disse...

Muitas vezes superestimamos nossos problemas e achamos que somos injustiçados pela vida.
Enquanto isto ao redor do mundo pessoas sofrem com todo tipo de privações e ainda encontram motivos para continuar lutando e muitas vezes com sorriso nos lábios.
Assisti uma reportagem sobre a periferia de Cabo Verde e fiquei impactado com oque vi.Apesar de toda miséria e escassés aquele povo celebra e valoriza as pequenas coisas e conquistas que tem.
O consumismo aprisionou o homem contemporâneo e a competitividade o cegou fazendo perder o rumo da própria vida.Aquilo que nasceu para dominar,hoje aprisiona sua vida.
Parabéns pelo texto meu amigo.
Forte Abraço e um 2009 fantástico a você e toda sua família.